Moradias-Famosos-Ganham-Aquecimento-Solar-Em-Curitiba

From Hotel Reviews
Jump to: navigation, search

Um Videogame Colaborativo


Quando A Segunda Batalha Mundial Acababou

São Paulo - Na primeira vez, a capital paranaense está desenvolvendo casas do programa habitacional do município com aquecimento solar. A obra, que está em fase de finalização, no bairro do alto Boqueirão, tem sessenta e seis casas. As placas de vidro foram instaladas nos telhados. Elas conectam-se a um reservatório térmico de inox, conectado à caixa d’água.



Ao captar a radiação solar, a placa aquece a água pro banho. O sistema reduz em até 50% o consumo de energia elétrica e o investimento da instalação do equipamento representa menos de 5% do gasto total da obra. O chuveiro elétrico é um dos maiores responsáveis pelo consumo de eletricidade em residências.


Organização Heliotek Investe Em Nova Linha De Criação De Coletor Solar No Brasil


E Quanto Mais Placas Forem Instaladas

“É um investimento relativamente miúdo se considerados os privilégios futuros, tanto pras famílias que economizam nas suas contas de luminosidade, como pro meio ambiente”, declara João Carlos Vianna, diretor técnico da Companhia de Habitação Popular de Curitiba. “Trata-se de uma referência de energia limpa e renovável, que não traz danos à natureza”.



Como Curitiba é uma cidade de clima frio, com vários dias nublados e sem sol, o sistema permite que se possa usar energia elétrica, caso seja primordial. O projeto faz porção do programa federal Minha Residência, Minha vida, destinado pra famílias carentes. A implantação do sistema de aquecimento solar é uma exigência pros novos contratos de unidades térreas. Algumas outras tecnologias bem como estão sendo empregadas nas moradias conhecidos de Curitiba. As casas são erguidas com molduras de madeira e possuem painéis com malhas de garrafa pet, que asseguram isolamento térmico e acústico. Dentro dos painéis, neste momento estão embutidas tubulações hidráulica e elétrica. O propósito é causar menor impacto ambiental e gerar poucos resíduos.


Cinco Escolas Incríveis Por você Pretender Ser Jovem Mais uma vez - Época NEGÓCIOS

Uma das maiores organizações de tecnologia do mundo, a Samsung, construiu uma tecnologia chamada "wind free", ou "sem vento", em tradução livre. A ideia é ir repondo lentamente a massa de ar gelado dentro do cômodo depois que a temperatura desejada for atingida - sem a inevitabilidade de ventiladores com alto consumo de energia operando o tempo todo.



A empresa garante que aparelhos que usam a nova técnica são 32% mais eficientes que os ar-condicionados convencionais. A verdade é que já existem alguns dispositivos bastante eficientes no mercado - inclusive modelos que usam dispositivos simples chamados de "inversores". Os inversores são essencialmente sensores que ajustam a potência do aparelho à temperatura recinto - isto é, o ar-condicionado continua funcionando, mas com miúdo funcionamento. A alongado tempo, um aparelho com um inversor acaba sendo mais competente que um modelo mais fácil, que funciona a toda a hora à mesma potência, e assim sendo necessita ser ligado e desligado para que possa ser mantida a temperatura no cômodo. Brian Motherway, da IEA.